quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

Patologia dos Pigmentos - Exógenos

Pigmentos: substâncias com cor própria - não precisam da coloração para serem evidenciadas. Encontram-se normalmente no organismo, até mesmo em localizações anormais, bem como em quantidades excessivas ou em défice. Podem dar ou ser origem de alterações funcionais.

EXÓGENOS 


Constituem os pigmentos que têm origem externa ao organismo, ou seja, representam corpos estranhos.
Exemplos destes são o ferro (siderose), carotenos (carotenose), sais de prata (arginismo)/bismuto (bismutismo)/chumbo (plumbismo), sílica (silicose), tatuagens, e o carvão.



Antracose: deve-se à deposição de partículas de carvão. Isto verifica-se principalmente nos pulmões, que as recebem por inalação, mas também nos linfonodos próximos.
Esta situação pode extender-se, originando casos de fibrose ou resposta inflamatória (intensa em casos graves).
Macroscopicamente, observam-se nos pulmões pontuações negras dispersas, e nos linfonodos próximos destes uma coloração escura.
Microscopicamente, há a presença de grânulos negros, de fácil visualização.

Imagem 1: Antracose oservada nos pulmões de um chimpanzé (Fonte: www.fmv.utl.pt/atlas)

Imagem 2: Antracose observada microscopicamente, em pulmão de Cão (fonte: www.fmv.utl.pt/atlas).
Imagem 3: Tatuagem observada microscopicamente (Fonte: http://w3.vet.cornell.edu).
Imagem 4: Tatuagem na pata de um ganso (Fonte: http://offbeatink.com).

Sem comentários: